Meu Legado Espiritual

ESTES LIVROS PODEM APRESENTAR PEQUENOS SINAIS DE ENVELHECIMENTO QUE EM NADA PREJUDICAM A VISUALIZAÇÃO DO CONTEÚDO. Cristianismo no fio da navalhaEm plena pós-modernidade, viver a fé cristã genuína passou a ser manifestação contracultural. Quem afirma não é um jovem rebelde inconformado com a sociedade de consumo. Com mais de 80 anos de estrada, James Houston (professor, acadêmico, escritor e mentor) considera-se um feliz exilado pois não aceita o cinismo típico do conformismo cristão descompromissado, nem tampouco a fé rígida e legalista.Instado por seu filho a escrever sobre os fundamentos em que tem baseado sua vida, Houston desfila seis ensaios nos quais avalia as distorções presentes no modo de ser cristão na sociedade atual. Em jogo, as contradições e as tensões que perversamente nos tiram o foco e pasteurizam nossa identidade. Para Houston, quem deseja sair da mesmice de uma sociedade e igreja pseudocristãs precisa viver no fio da navalha, sem abrir mão de suas convicções ou apegar-se aos modismos de ocasião. Um relato de um rebelde com causa que inspira pela profundidade e o frescor de suas opiniões. O escocês Dr. Houston é um reconhecido estudioso e pioneiro no campo de espiritualidade evangélica. Casado há mais de 50 anos pai de 3 filhos e avô de 9 netos, teve sua educação na Inglaterra nas universidades de Oxford e Edinburgo. Lecionou geografia por 27 anos e, em 1970, fundou o Regent College em Vancouver, Canada, onde lecionou Teologia Espiritual até se aposentar em 2002. Já escreveu mais de 40 livros entre os quais Orar com Deus e Fome da alma (Abba Press), eMentoria Espiritual, lançado pelas editoras Sepal e Textus. A tendência a relativar-se as verdades no mundo atual coloca contra a parede os cristãos desejosos de expressar sua fé. Não abrir mão de convicções é entendido como radicalismo religioso e para não receber a pecha de instransigente tendem a aceitar as limitações que a sociedade lhes impõe. Ao rever seus longos anos de vida, James Houston alerta sobre os riscos do cinismo religioso fruto da acomodação a que o cristão se sujeita para não ser percebido como preconceituoso e fundamentalista. Seu recado é simples e contudente: ser cristão é viver no fio da navalha, assumindo a identidade transformadora de Jesus. como bem ilustra Houston, existem opções que fazemos ao longo da vida que nos afastam da genuína espiritualidade. Cada vez que tentamos parecer mais adestrados nos valores da sociedade pós-moderna, mesmo sem perceber, vendemos nossa alma e perdemos nossa identificação com Cristo. Meu legado espiritual é um farol que aponta para uma salutar revisão das ênfases de nossa vida. Um guia para reorientar nossa trajetória, a fim de que outras pessoas possam beber da nossa fonte, inspirar-se em nosso próprio legado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s